Bem-vindo à página oficial da Assembleia da República

Nota de apoio à navegação

Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação: motor de busca (tecla de atalho 1) | Saltar para o conteúdo (tecla de atalho 2)
 
Baltasar Álvares (1560-1630)

Baltasar Álvares professou na Ordem dos Jesuítas em 1578 e licenciou-se em Filosofia e Teologia nas Universidades de Coimbra e Évora.

Em 1580, por morte de Afonso Álvares (seu possível tio), foi nomeado por D. Henrique para substituir este como mestre de obras da comarca do Alentejo. No ano seguinte, foi requisitado para o mesmo cargo, substituindo o falecido António Mendes, nas empreitadas dos paços das vilas de Santarém, Almeirim e Salvaterra, e do Mosteiro da Batalha.

Reconhecida a competência e qualidade do seu trabalho, passou a assumir-se como arquiteto, estreando-se em 1579 com o traçado do convento jesuítico de Santo Antão, o Novo, em Lisboa. Seguiram-se os projetos para o Mosteiro de São Bento da Saúde (1598), também em Lisboa, e para o edifício do primitivo Colégio de São Bento (1600), em Coimbra.

É possível que a sua última grande obra tenha sido a Igreja de São Vicente de Fora (que não é seguramente atribuída à sua mão), dado que, em 1624, talvez por motivos de saúde, foi substituído por Pedro Nunes Tinoco, não voltando a constar o seu nome noutro projeto.